droga raia ultrafarma

Como funciona o fármaco que ajuda no tratamento de reumatismo? Pode matar? Composição?

Qual é a origem?

Este é um medicamento muito conhecido pela sua ação em diversas queixas. É composto por quatro princípios ativos, que juntos agem como antiinflamatório, analgésico, relaxante muscular e ação estimulante para aliviar os efeitos do relaxante muscular.

Essas características juntas fazem dele um medicamento de uso comum em situações de dores agudas.

Sua principal ação é no tratamento de casos de reumatismo, esse problema apresenta sinais na região atingida pelo reumatismo, causando inflamação, dores, calor, inchaço e até impossibilidade temporária de locomoção.

Seu uso para outras queixas se dá pelas sua capacidade de intervir em diversos casos de dor amenizando os sintomas temporariamente.

Qual é o uso?

Tem como objetivo principal o tratamento de doenças reumáticas como lombalgia, crise de artrite reumática, gota, osteoartrite, casos de inflamação e tratamentos pós operatórios.

Embora não haja indicação de uso na bula, o medicamento também é muito utilizado em casos de dor de cabeça e dor de dente por inflamação.

O que diz na bula?

Cada comprimido contém 125 mg de carisoprodol, 50 mg de diclofenaco de sódio, 30 mg de cafeína, e 300 mg de paracetamol.

Excipientes: croscarmelose sódica, microcristalina, povidona,amidoglicolato de sódio, corante amarelo FD&C nº 6, estearato de magnésio e dióxido de silício.

O Carisoprodol age como relaxante muscular aliviando as tensões nos músculos diminuindo também as dores nos ossos.

A cafeína tem ação de estimulante para aliviar os efeitos do carisoprodol, que sozinho causa sono intenso, ajuda a tornar a musculatura mais resistente ao cansaço e a dor.

O Diclofenaco de sódio é um antiinflamatório que age diminuindo os focos de inflamação comuns nos casos de reumatismo, ele ajuda a diminuir a febre e o inchaço causados pelas crises agudas da doença.

O Paracetamol é o analgésico mais usado em casos de dor, age aliviando as dores e ajuda a controlar a febre.

Posologia?

A dosagem ideal deste medicamento é de no mínimo dois comprimidos diários com intervalo de 12 horas e dosagem máxima de 3 comprimidos diários com intervalo de 8 horas, o tempo de duração do tratamento é de no máximo 10 dias.

Por não haver estudos sobre seus efeitos em crianças e adolescentes, seu uso é contra indicado para menores de 14 anos.

Pessoas com hipertensão arterial, doenças renais, doenças hepáticas e insuficiência cardíaca não devem fazer uso do medicamento.

Pessoas que apresentam reação alérgica a qualquer produto presente na composição do medicamento também deve evitar seu uso.

O uso do medicamento só deve ser feito sob orientação médica e seguindo fielmente a prescrição do profissional. Altas dosagens do medicamento podem causar efeitos colaterais.

Somente o médico pode definir a necessidade de tratamento com a medicação por tempo superior aos 10 dias recomendados pelo fabricante.

Benefícios?

Os benefícios de uso do mesmo são o fim dos sintomas apresentados durante as crises de reumatismo, sua fórmula composta de 4 princípios ativos alivia também sintomas de artrite aguda, dores de cabeça, dores de dente, inflamações, ajuda também na recuperação pós cirurgias.

Apesar da sua ação de relaxante muscular, o remédio não causa sono já que conta com a cafeína que inibe esse efeito de sonolência.

Outra vantagem é o baixo preço do medicamento que o torna mais acessível a todos.

Como tomar?

O medicamento deve ser ingerido com água durante as refeições, não deve ser mastigado, partido ou diluído.

É importante sempre tomar o medicamento nos horários predefinidos e em caso de esquecer uma dose sua ingestão deve ser feita assim que se lembrar ou se estiver perto do próximo horário de usar o medicamento deve-se anular a dose esquecida.

Para tratamentos que exijam um uso do medicamento por tempo superior aos 10 dias é preciso um acompanhamento especial com realização de hemograma e exame que comprove uma boa função do fígado antes de iniciar o uso.

Não é recomendado o uso associado deste remédio com álcool, drogas que alterem o sistema nervoso central ou medicamentos que também contenham em sua composição paracetamol.

O tratamento não deve ser interrompido por conta própria pelo paciente, caso sinta algum efeito adverso procure o médico responsável pela prescrição para que ele avalie a melhor solução para seu caso.

No início do tratamento podem aparecer sintomas como confusão mental, náuseas, queda da pressão arterial, tremor e sonolência. Esses efeitos aparecem durante o período de adaptação do seu organismo ao tratamento, mas caso persistam é importante conversar com seu médico.

Em casos de intoxicação medicamentosa os sintomas apresentados são mais graves, podem ocorrer desmaios, dificuldades para respirar, convulsões e problemas hepáticos ou renais. Se ingerir uma superdosagem e não apresentar sintomas ou apresentar um dos sintomas procure imediatamente ajuda médica.

Dá sono?

Ao contrário de outros medicamentos com ação de relaxantes musculares este não causa sonolência, como já mencionado, pois em sua composição está presente a cafeína que inibe o efeito colateral do carisoprodol.

Efeitos colaterais:

O efeito mais comum durante o tratamento (1 em cada 10 pessoas) é o aumento de enzimas hepáticas.

Outras reações menos comuns (1 em cada 100 pessoas) são dor de cabeça, vertigem, hipertensão, sonolência, insuficiência cardíaca congestiva(ICC), irritabilidade, agitação, dermatite, ansiedade, eczema e depressão.

Ainda existem reações raras (1 em cada 1000 pessoas) mas que podem surgir durante o uso do medicamento, são elas: convulsão, pneumonia, anemia aplástica ou hemolítica, pancreatite, perda auditiva, meningite asséptica, dermatite, hepatite fulminante, dificuldade respiratória e outras.

Preço?

Este é um medicamento facilmente encontrado em todas as farmácias, e por isso o preço pode variar bastante.

Em média os preços são:

  • Cartela de 4 comprimidos (tratamento de 1 ou 2 dias): de 3 a 6 reais;
  • Cartela de 12 comprimidos (tratamento de 4 a 6 dias): de 8 a 15 reais;
  • Cartela de 30 comprimidos (tratamento de 10 a 15 dias): de 20 a 35 reais.

O medicamento não exige receita médica para ser comprado, porém seu uso sem orientação e acompanhamento médico é contraindicado.

Clique aqui para voltar para a seção com diversas medicinas.